O começo do fim? | Apple’s iPhone

Bom dia leitores, é com esta frase que inicio meu post de hoje, sábado 5 de janeiro:

“At this very moment, Apple is working on technology that, if successfully developed, will cannibalize and
ultimately destroy that iPhone business.”

Mas para deixá-los a par do assunto, vamos destacar pontos importantes do iPhone. E um deles é que em Fevereiro de 2012, a Apple ultrapassou o business inteiro da Microsoft apenas com o business do iPhone (US$ 25 bi vs US$ 20 bi). Pois bem, agora em 2013, o cenário deve ter se alterado um pouco por conta do Windows 8, mas é um fato muito importante, apenas um produto ganhar de uma marca por completo.

Pooooooorém….

Como visto ali em cima, a Apple está prestes a canibalizar seu próprio produto, o iPhone, com uma tecnologia superior.
E isto não é novidade para a marca, haja visto que, o iPad canibalizou o Apple Mac, e é visível que um padrão foi estabelecido:
A Apple tem uma grande capacidade de prever o mercado que poderia minar seus produtos e produzi-los da melhor forma possível antes de seus concorrentes.

Pois é, meus senhores, excelência no mercado. Mas o que vem para tirar o iPhone de linha?

Especula-se que a Apple está trabalhando em robótica de consumo, computadores portáteis, impressão 3D, computadores de consumo, e tecnologia automatizada. Mas o que deixará os smartphones para trás são os óculos computadorizados. 

O raciocínio é simples: Primeiro os computadores foram em salas grandes, então eles se adequaram em desktops, então eles se sentaram no colo, e agora eles estão em nossas mãos. E agora eles estarão em nossos rostos.

Outro ponto importante que joga contra o iPhone é que os smartphones tendem a crescer na classe média e baixa da população mundial, área em que a Apple não joga seu jogo.

Danger

Procurei saber sobre os pontos fracos da Apple, e como são pouco divulgados, dispositivos da Apple na China estão sendo vendidos como água, bem isto não é um problema para a marca certo?

Correto, mas errado também. Porquê?

Veja bem, na China existe um local chamado Guiyu, local utilizado para depósito de lixo eletrônico e também conhecido como “Chernobyl do Lixo Eletrônico” em um documentário. Lá, as cinzas provenientes da queima de carvão são despejadas em córregos da cidade e canais, transformando-os em rios negros com envenenamento dos poços e águas subterrâneas. É uma das razões por que Guiyu alegadamente tem o mais alto nível de dioxinas que causam câncer, no mundo, taxas elevadas de abortamento, e as crianças com níveis extremamente elevados de envenenamento por chumbo.

Sim, uma catástrofe por conta dos muitos resíduos tóxicos.
O iPhone, como todos os smartphones, tem substâncias químicas perigosas no interior que precisam ser descartadas corretamente. E interessante saber que com esses iPhones em extrema venda ocasionará, em poucos anos, uma onda gigante de dispositivos descartados.

Pois bem, fica aqui meu post de alerta. Opinem!
Um abraço a todos e mais tarde provavelmente vem mais post por aí. Fiquem ligados!

E aqui vão os links das matérias em Inglês:

http://news.cnet.com/8301-13579_3-57520123-37/the-environmental-pitfalls-at-the-end-of-an-iphones-life/
http://www.businessinsider.com/apple-is-quietly-working-to-destroy-the-iphone-2012-12#ixzz2EQ40ARfV

Iphone vs Iphone

Bom dia galera, depois de muito tempo volto ao blog para comentar e opinar diversas notícias do mundo publicitário.

Antes de mais nada, feliz ano novo a todos os leitores e estaremos com mais força e fôlego em 2013 aqui no P&O.

Hoje trago um assunto que causou certa polêmica no mercado de Smartphones, a Gradiente lançou o seu Iphone no Brasil.

Bem, mas como isso é possível? Iphone não é da Apple?

Pois é, nós do P&O apuramos que o rebuliço foi grande, exatamente o que planejava a Gradiente, sinônimo de qualidade na categoria de televisores e eletrodomésticos há anos atrás no Brasil, e agora queria marcar 2012 com um boom neste mercado tão concorrido.

Tá, Lauro, agora explica essa parada aí…

Na verdade, sem o vídeo da Gradiente postado no fim do ano eu também ficaria sem saber explicar, e como todos achei bem estranho lançarem um produto com o pedigree de uma marca tão bem sucedida e isso não gerar conflitos.

O que diz a Gradiente é que no ano 2000, havia a intenção de lançar celulares com acesso a internet e a equipe de marketing resolveu registrar como Iphone, com a ressalva de que a autorização para o registro demorou 8 anos (2008). Só que a Gradiente, até agora, não fazia uso desse seu registro, implicando o “Inpi” a chamar atenção dela sobre o prazo de 5 anos para marcas que não foram usadas sob o risco de perderem sua exclusividade. Foi aí então, a 14 dias de expirar a exclusividade, que a Gradiente resolveu entrar no mercado.

Fez questão, também, apesar do atraso, de deixar bem claro que não quis atingir a Apple com um case explicativo. Assistam a seguir.

Galera, fiquem atentos que o meu próximo post falará também do Iphone, mas dessa vez o da Apple.

Espero que 2013 eu tenha mais tempo para podermos compartilhar nossas opiniões e criar um espaço de interatividade de alto nível por aqui.

Por enquanto é isso, agora voltarei ao trabalho, rsrs.

Feliz Ano Novo! Prosperidade, paz e amor!